Implantes Dentarios > Custos

Custos

SÃO MUITO CAROS OS IMPLANTES ?

Por seus benefícios e vantagens, os implantes não são caros. De acordo com sua quantidade e com a complexidade do caso (que está relacionada a perda óssea) poderão ter preços altos. Acontece que, diferentemente de um salão ao qual se vai em meia ou no máximo uma hora e tudo está resolvido (algumas senhoras estarão pensando que o tempo é maior, mas neste caso o preço também o será), a Implantodontia envolve 20 a 30 consultas ou mais e, obrigatoriamente, meio ano de tratamento. Algumas consultas durarão uma, duas horas ou mais. Envolvem também custos dos materiais e dos próprios implantes e de laboratório técnico para confecção da prótese. Todo o instrumental usado, em todas as seções, é esterilizado para cada atendimento e a formação do implantodontista por norma do Conselho Federal de Odontologia são mais de 1 000 horas de curso, isto depois de ter cursado a faculdade. Sem isto não se recebe o diploma de especialista. Em função da qualificação e gabarito do profissional que irá colocar os implantes e confecccionar as próteses os preços poderão ter alguma variação. Neste caso, quanto maior capacitação, maior segurança.

POR QUE UM IMPLANTE SAI MAIS CARO DO QUE OUTRO ?

São os mesmos motivos que diferenciam um Fusca de um Santana, estes de um Omega e que fazem um Audi ser bem mais caro. Todos são carros e basicamente fazem a mesma função. Têm algumas coisas em comum e muitas diferenças. Nestas reside a razão da variação dos preços. Afora detalhes importantes, como procedência e matéria prima com que são fabricados os implantes, as diferenças dos implantes em seu formato (alguns necessitam mais tecnologia e tempo para ser fabricados), o tipo de tratamento de superfície que lhe é realizado; a maior ou menor quantidade de instrumentos necessários para sua colocação nos pacientes; a versatilidade e quantidade de componentes protéticos disponíveis para as distintas soluções das próteses sobre implantes; o montante investido pela empresa produtora em pesquisas de aprovação, ensaios, acompanhamento e controle de qualidade. Estas variáveis e outras não mencionadas fazem com que o preço dos implantes seja diferente. Os profissionais de melhor nível, em função de sua formação e capacidade, costumam também ter um preço de seus honorários profissionais um pouco maior. É interessante observar que, no final, as diferenças entre os que cobram mais caro e os que cobram mais barato não são muito grandes, por isso é importante consultar sempre três ou mais profissionais antes de decidir por quem os colocará.

POR QUE UM DENTISTA COBRA MAIS QUE OUTRO ?

Existem várias razões para diferenciar implantodontistas no preço cobrado para colocar implantes. A primeira delas é seu conceito e a experiência que tem (neste caso, medida pela qualidade de implantes colocados e não pelo tempo que os coloca), outra é a qualificação do profissional que se avalia por sua(s) especialidades(s) e pelos cursos que fez para adquirir mais conhecimentos. Afora a qualificação e conceito profissionais, outro fator que colabora na diferenciação é a estrutura da clínica onde trabalha e a quantidade de pessoas que participa na equipe, principalmente se o mesmo profissional for realizar a parte cirúrgica e protética dos implantes. O tipo do material que usa e o custo do implante é também importante na composição do preço. No material, devem ser considerados todos os itens para confecção da prótese e no custo do implante, não somente deste mas também dos outros componentes necessários tais como brocas, colocadores, cicatrizadores e também as próteses provisórias. Colabora também a região ou cidade de atuação do implantodontista, se mais evoluída ou mais simples. Todos estes fatores podem ser considerados no comparativo entre preços distintos de diferentes profissionais.

SAI CARO O TRATAMENTO COM IMPLANTES ?

Em primeiro lugar, depende de quantos implantes precisam ou podem ser colocados. Em segundo lugar, devemos considerar o tipo de prótese que será confeccionada, se fixa ou removível, se unitária, parcial ou total. Para saber se o tratamento será custoso ou não, é importante também saber se outros dentes precisarão ser preparados para se acoplar à prótese sobre os implantes e se estes precisarão de tratamento de canal ou gengivas. Na fase inicial dos implantes osseointegrados, quando poucos se dedicavam à Implantodontia, o valor dos tratamentos era alto. Hoje, com o grande número de cirurgiões-dentistas que se dedicam a estudar e colocar implantes e a existência de implantodontistas em todas as regiões do país, os preços além de estarem bem mais baixos, são na maioria das vezes acessíveis. Colabora para os tratamentos com implantes já não serem mais tão custosos, o fato de que, pela concorrência em função do grande número de especialidades e pela estabilidade da moeda, a prática da maioria dos profissionais de dividir sem acréscimo o valor do tratamento em três ou quatro vezes. Alguns facilitam mais ainda, incluindo as próteses, o que até bem pouco tempo atrás era impraticável pela desvalorização da moeda.

O QUE SAI MAIS CARO, A CIRURGIA OU A PRÓTESE ?

Os custos são praticamente equivalentes nos casos normais. Se algumas pequenas diferenças existem, é importante considerar que algumas vezes dois implantes irão sustentar três dentes na prótese, outras vezes três implantes são colocados para uma prótese de cinco elementos, sem contar as sobredentaduras, onde três ou quatro implantes sustentam uma dentadura. Fora dos casos normais, nos pacientes com pouco osso, com necessidade de enxertos e cirurgias avançadas, o valor da fase cirúrgica fica as vezes mais alto porque quanto mais difícil for a cirurgia, maiores limitações se terá para a confecção de próteses mais sofisticadas. Por outro lado, nos casos mais seguros, onde após a extração de uma raiz se coloca um implante, existe a possibilidade de soluções protéticas mais sofisticadas com parafusos, metalo-cerâmica e estética especial. Nestas circunstâncias, a prótese acaba atingindo valores mais altos que a cirurgia e os bons resultados visíveis são bem mais perceptíveis. Para o cliente, o importante é tomar o orçamento por inteiro e a partir deste fazer a avaliação. Nesta avaliação, sempre se deve considerar se o que está sendo solicitado do profissional é o melhor ou o mais econômico. Existem as duas hipóteses e a vontade do paciente deve ser satisfeita.

PARA CINCO IMPLANTES, O PREÇO PODE SER MENOR ?

Provavelmente sim, pois nestes casos o preço unitário por implante tende a cair. Na parte cirúrgica, porque os procedimentos de preparação da cirurgia são os mesmos para colocar um ou 10 implantes. Na fase protética, os valores podem variar mais ou menos em função do tipo de prótese (se coroas unitárias ou unidas) que irá ser realizada. Evidentemente que o ideal seria não ser preciso colocar nenhum implante. Mas na hipótese de haver necessidade de colocar um, a vantagem para o paciente é fazê-los todos de uma só vez. Não somente pelo aspecto econômico, mas pelos fatores de tempo e aproveitamento. Para fazer uma moldagem, provar uma prótese ou colocá-la em definitivo é mais vantajoso e menos tempo é despendido, fazê-lo para cinco elementos de uma vez do que em cinco épocas diferentes para cinco dentes distintos. Outro aspecto de economia são os custos básicos e fixos para o caso de três ou cinco em comparação a um implante. Para mais implantes, o estudo e planejamento é o mesmo que para um, o mesmo acontecendo para a preparação cirúrgica, para a cirurgia em si, para as visitas de controle, para a abertura dos implantes e para tudo que disser respeito aos procedimentos protéticos para a conclusão do caso.

PODE-SE PAGAR O TRATAMENTO EM PARCELAS ?

Esta é uma decisão de caráter pessoal e de exclusiva deliberação do cirurgião-dentista que irá colocar os implantes. O importante para o candidato a implantes é saber que a maioria dos implantodontistas atualmente parcelam o valor total do orçamento. Outro fator que colabora na decisão de parcelar, ou em quantas parcelas poderá ser feito, é o fato do paciente ser conhecido do profissional ou ter sido indicado por pessoa de sua confiança. Com certeza, os mais conhecidos ou relacionados conseguirão uma condição um pouco melhor. Se para pagamentos à vista o segredo é conseguir o melhor desconto ou procurar o melhor preço para valores maiores ou que por varias razões não se queira pagar a vista, para pagamentos a prazo o segredo é negociar. Negociar a quantidade de parcelas é o ideal, negociar o dia mais favorável para quem está pagando, eventualmente com uma entrada maior conseguir um prazo maior ou ainda ir fazendo pagamentos menores na fase preparatória do tratamento e acertar duas parcelas maiores, uma na cirurgia e outra na entrega da prótese. Como o resultado será sempre o comum acordo, o mais certo é comentar com clareza quais são os desejos e as possibilidades, e averiguar com o profissional o que pode ser feito.

O PREÇO DOS IMPLANTES VAI BAIXAR ?

No início da fase da osseointegração os valores unitários por implante situavam-se entre 2 000 e 4 000 reais (usando-se comparativo com a moeda da época). No momento em que iniciou-se uma difusão maior da Implantodontia, os preços baixaram para um patamar de 1 000 a 2 000 por implante colocado. Hoje, dependendo do tipo, marca e procedência dos implantes, o valor oscila entre 500 e 1 000 reais. Estes valores são genéricos mas representam situação real. As oscilações também acontecem em função do nível do profissional. É importante lembrar que representam somente os custos da fase cirúrgica de colocação dos implantes, visto que na fase protética, em função das distintas alternativas, é mais difícil estabelecer comparativos. Quem conhece custo dos implantes, custos de preparação das cirurgias e custos dos materiais e instrumentais necessários para colocação dos implantes compreende que os preços não podem baixar mais, pois, se isso acontecer, indicará provavelmente a utilização de um implante de qualidade inferior ou a realização da cirurgia fora dos padrões mínimos necessários de assepsia, anti-sepsia e esterilização, o que representa um risco para o paciente e, porque não dizer, para o próprio sucesso do implante.



Confira Também:

Gerais
Diversos
Manutenção
Pré e Pós
Seletivas
Próteses
Lapa - 1 - Telefone 3673-2444 - Rua Clélia 1178

Copyright © Dentplan - 2009 - Todos os direitos reservados